Saint-Malo

Hoje uma das cidades turísticas da Bretanha, já foi terra de piratas. Ok, parece que os habitantes da região não gostam de ouvir que seus antepassados eram piratas. Dizem que eram corsários. A diferença? Piratas saqueiam navios e são considerados foras da lei. Corsários também pilham navios, mas com a permissão de alguma autoridade. E os homens de Saint-Malo tinham a autorização do rei francês para saquear qualquer navio estrangeiro inimigo.

dainternet

Tiveram permissão também, desde o século 12, para se desenvolver de forma independente da monarquia francesa. Assim, a cidade enriqueceu, com a pilhagem dos navios estrangeiros, o comercio e os grandes feitos dos navegadores. Essa estatua no fundo da foto, de frente para a muralha da cidadela, é de Jacques Cartier, habitante da região que descobriu o Canada em 1534 e ocupou o território em nome da França.

pascoa-st-malo-052Tivemos a sorte de ficar em Saint-Malo intra muros, a parte histórica. A cidade hoje já é maior e abrange áreas de antigas cidadelas em volta. Ficamos num apartamento dos pais do orientador do Arthur, que, alias, é o orientador mais gente boa que eu já conheci. Ele foi um verdadeiro guia turístico da região e foi muito hospitaleiro. Todos os dias, quando acordávamos, ele já tinha preparado um café da manhã com baguete, croissants, manteiga, geléias, pain au chocolat, cereais, yogurt, café e ainda fazia o suco, espremendo as laranjas na hora. Tudo arrumado com uma louça super bonita, guardanapos de pano e tudo o mais. Não é que ele seja rico não, ele fazia tudo sozinho mesmo, para agradar, foi muito muito muito gentil.

Eu e o Arthur ficamos num quarto que tinha essa vista ai:

pascoa-st-malo-045

pascoa-st-malo-046

Da pra ver que é dentro da cidade e próximo da muralha. Habitantes comuns da área são as goélands, uma gaivota (mouette) maior e mais gorda que a normal, como vocês podem ver.

pascoa-st-malo-0471

O bichinho é bonitinho, mas apronta. O Jean-Yves, orientador do Arthur, disse que costumava dar pedaços de pão para uma gaivota que sempre aparecia na janela dele. Quando ele não aparecia para dar a comida, ela ficava batendo com o bico na janela, para chama-lo. Um dia acordei e vi essa ai em baixo mexendo nas roupas do vizinho. Fiz um barulho com um saco plastico e ela saiu voando, sem levar nada.

pascoa-st-malo-084

Voltando à historia da cidade…Saint-Malo foi pesadamente bombardeada durante a Segunda Guerra. Eram bombardeios ingleses, na maioria, pois a região havia sido ocupada pelos alemães. Mais de 80% da cidade medieval foi destruída. Chocante, porque quando a gente chega la, não é o que parece, não da pra acreditar que a maior parte da cidade foi reconstruída. Alguns prédios respeitaram a arquitetura antiga, outros nem tanto. Mas fato é que colocaram a cidade de pé com as pedras amontoadas e despedaçadas pelas bombas. Com a muralha foi igual, parte foi reconstruída e parte resistiu.

pascoa-st-malo-050

pascoa-st-malo-057

Remparts.Eu já tinha ouvido essa palavra numa musica francesa e acabei aprendendo o significado nessa viagem. São as muralhas, ou muros. Palavra bastante usada na França, onde ainda ha varias cidadelas muradas. Estranho conceito para nos, brasileiros. Eu passeava por dentro da cidade, rodeando o muro e as vezes me perguntava por um instante: Mas não tem segurança? Todo mundo pode entrar? Claro, é uma cidade, na verdade, parte de uma cidade. Eu olhava para aquelas muralhas imensas e ultra resistentes e pensava automaticamente num condomínio fechado. Pra você ver o que são as diferenças culturais. Fazem a gente olhar para o mundo de um jeito estranho. Mais curiosa é a visão do Emil, o colega do Arthur, que aparece na foto abaixo. Ele tem origens turcas, mas cresceu na Suécia. O sueco vê “desorganização”, “caos” e “informalidade” na capital francesa. Porém, não tanto quanto ele via na sua terra natal. Ele, que vive em Paris ha dois anos, esta convencido de que a cidade luz é uma mistura ou, para ser mais clara, esta no meio do caminho entre Istambul e Estocolmo.

pascoa-st-malo-049

Passear por Saint-Malo é agradável, não só para respirar a historia, mas para ir aos pequenos cafés, creperias e restaurantes que pipocam na região intra muros. Comi um prato de frutos do mar muito bom e crepes bretões, que não poderiam faltar. Faça frio ou calor, é legal passear pela praia e conhecer o forte em frente à cidade.

pascoa-st-malo-0621

pascoa-st-malo-060

So uma dica pra quem vai visitar o forte: olhar antes os horários das marés, porque, como acontece em Saint-Michel, a água sobe e chega aos muros da cidade, como da pra ver nessa foto que o Jean-Yves tirou, num desses momentos. Como vocês podem ver, tem quem se divirta com a situação.

dojeanyves

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em feriado, passeio, viagem

3 Respostas para “Saint-Malo

  1. Guilherme

    Caros,
    Shakespeare escreveu “Cimbeline, Rei da Britânia” (livro difícil) que desenrola-se exatamente nessa região, do outro lado do Canal. Uma historieta pouco interessante (mistura de “Macbeth” com “Romeu e Julieta”), complicada de ler (o Bardo já estava maduro e muito erudito), mas com versos de grande romantismo, típicos do chará. A peça não ficou famosa, mas a Britânia, como se vê pelas fotos, continua linda. Reparem o olhar inspirador e poético da mouette…
    Dez para vocês!

    • Não conheço a historia, so a Bretanha. E de fato até hoje a região vive cheia de ingleses, com suas casas de praia. São o mesmo povo, tem a mesma origem celta, né, os bretões; Tem uma região la na Bretanha que dizem que teria sido a floresta onde Merlin encontrou a senhora do lago. Ou seja, os franceses da Bretanha e os ingleses têm lendas e historias comuns. Obrigada pela contribuição intelectual:)
      Beijos

  2. adorei as fotinhas e o texto. sempre gostei de ouvir falar de Merlim, da senhora do lago e do rei Arthur. afinal, eu sou fútil e li ‘As brumas de Avalon’ umas 4 vezes, hehehe. [e como vão so enjôos? a garganta? a médica louca? já comprou alguma coisa pro enxoval? o povo da província quer posts sobre o baby também, ouviu? 🙂 bora parar de dormir e começar a escrever.] bjs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s