Minha Rive Gauche

Na segunda-feira comecei um curso de francês intensivo na Aliança Francesa,  no Boulevard Raspail, pertinho do Jardim de Luxemburgo e das áreas que adoro no Quartier Latin. Dessa vez, a escola fica mais perto de casa. Daria até pra ir a pé, mas eu nunca consigo me programar pra sair mais cedo. Sempre que saio da aula, porém, aproveito pra dar uma voltinha pela região. Ontem tirei uma foto (torta!) com o celular (infelizmente, não estava carregando a maquina fotográfica) da vista que eu tenho no caminho que faço pra voltar pra casa. Atravesso o Jardim e sempre dou de cara com o Pantheon la atras, imagem que fiquei admirando a semana inteira, fazendo o mesmo trajeto. Antes de ontem eu até levei a câmera, mas pro meu azar, estava chovendo, o que deixa tudo mais sem graça. Ontem, pelo contrario, tava um dia gostoso de outono, um friozinho de leve, com sol.

SP_A0145

Quando ia para a outra escola de francês, a EFI, gostava de sair uma estação de metrô antes só para atravessar o rio Sena e a Ile de la Cité. Chegando na Rive Droit (margem direita), não tinha nada demais no meu trajeto pela região de Les Halles (lojas, lojas e mais lojas). Então, fiquei aqui pensando que se tivesse que escolher uma das margens eu ficaria com a Rive Gauche (margem esquerda) do Sena. Anexaria as ilhas fluviais e o Marais à minha margem escolhida, é claro. Ficaria assim a minha Paris Rive Gauche + anexos: começaria no 14º arrondissement, onde moro, bem na beirada sul, na Cité Universitaire, passaria por Montparnasse e seus cafés, creperias e cinemas, subiria até o Jardim de Luxemburgo, o Quartier Latin, com suas faculdades e livrarias, Saint-German ali do lado com seus cafés famosos. Anexaria as ilhas porque a Notre Dame, pra mim, com sua arquitetura e localização, é o ponto mais bonito da cidade. E a pequena Ile St-Louis é um charme e – muito importante – sedia a Bertillon, a melhor sorveteria de Paris, sem duvidas. O Marais é uma outra paixão, com seus casarões (chamados de hotéis) do século 17, o Hotel de Ville, a Place des Vosges e o publico variado que frequenta o bairro que concentra duas comunidades bem diferentes, os judeus e a comunidade gay parisiense. A foto abaixo eu tirei de dentro do museu Victor Hugo; era a vista que o escritor tinha de seu apartamento na linda Place des Vosges.

https://i2.wp.com/lh4.ggpht.com/_d9-ZuNXg7tI/So1yKfdhACI/AAAAAAAAEys/ZfLK9FyZkoE/s800/victorhugo%20026.JPG

Eu tava até esquecendo que a Torre Eiffel fica também na Rive Gauche, mas a verdade é que ela não é essencial na minha seleção. Gosto da torre, mas pra ver como turista. Não esta entre as minhas regiões e monumentos preferidos. E claro que, da mesma maneira, gosto de um monte de coisa que ficou do lado direito. Como esquecer do Louvre, do Arco do Triunfo, de Montmartre?

O que quero dizer é que sou mais Rive Gauche pra morar, frequentar, viver. Pra sentar e ler um livro, ficar horas num café, essas coisas. Numa divisão feita bem por cima, na Rive Gauche fica a Paris mais antiga (foi para a esquerda, afinal, que os romanos começaram a expandir a cidade, chamada então de Luthecia). Remanescente desse periodo, temos as Arènes de Luthece, as ruinas de uma imensa arena romana que encontramos surpreendentemente na area do Quartier Latin, numa entrada estreita de uma das ruazianhas de comércio proximas a Rue Mouffetard, onde fica o mercado ao ar livre mais conhecido de Paris.

A margem esquerda tem essas ruínas romanas e um pouco do que sobrou dos monumentos da Paris medieval. Tem, em volta da Sorbonne e de outras instituições de ensino um clima mais intelectual, um pouco mais artístico. No lado direito destaca-se os monumentos construídos a partir da época napoleônica, mais recente. Por ali fica uma Paris mais grandiosa, monumental, do Louvre, do Petit e do Grand Palais, da Opera. E é la que sentimos a Paris chique, luxuosa, da Champs Elisée, dos grandes boulevares, com suas lojas de grife.

Ja me falaram que muito da margem esquerda – principalmente o 14º arrondissement – é o tipo de lugar onde os bobo (pronuncia-se bobôs – e significa burguês boêmio) gostam de morar. Segundo os parisienses, o “burguês boêmio” é aquela pessoa que tem dinheiro, mas quer ficar longe do luxo e da ostentação. Então, ele mora num lugar bonito e arborizado, perto de centros de cultura, prefere comer “bio” e beber vinhos de pequenos produtores (mais caros, por sinal) e odeia grifes mas vive atras de tecidos “bio” (também caríssimos). Eu sei, tem um pouco de contradição nesses ricos que torcem o nariz para a ostentação, mas que têm um nivel de consumo tão alto quanto o das madames da Champs Elisées, mas confesso que gosto bastante dos lugares que eles escolhem para morar. Enfim, se eu tivesse muito dinheiro (e precisa ser muito, muito, muito mesmo!), eu compraria um belo apartamento na Rive Gauche e viveria muito bem por aqui!

Foto: vista do Parque Montsouris, aqui em frente à Cité

Anúncios

10 Comentários

Arquivado em cotidiano, França, Paris

10 Respostas para “Minha Rive Gauche

  1. Renata Inforzato

    Oi Tais,

    Tudo bem? Adorei o relato da sua viagem de férias, deu vontade de conhecer o Reino Unido tb, mas Paris é Paris, né?

    Como é esse curso q vc está fazendo na Aliança? E qual a diferença entre ele e o da EFI? Quantos alunos têm em cada classe nas duas?

    Vou mesmo em maio. Já vi o apartamento, a passagem, estou fazendo contas de quanto vou gastar e pesquisando as escolas.
    Tinha visto uma mais barata do que a EFi. Mas eram 23 alunos por sala. É muita gente.

    bjssss

    • Oi Renata,
      O curso da Aliança esta otimo. Começamos com 4 alunos em classe, mas como muda a cada semana, agora estamos em três. O professor é excelente, estou gostando mais da Aliança que da outra escola. Mas ela é realmente muito mais cara. Estou fazendo 20 horas semais e pago 210 euros por semana (isso pq faço a tarde, no horario promocional). Na EFI eram de 10 a 15 alunos por sala. Se vc tiver dinheiro, recomendo a Aliança. Senão, a EFI continua sendo uma alternativa.
      Beijos,
      Tais

    • Natalia Jung

      Oi Taís,

      Eu sou médica, vou passar o mês de setembro em estágio na Pitié Salpetrière. Estou fazendo aula particular de francês há alguns meses e pretendo ir 15 dias antes do meu estágio para Paris a fim de fazer um curso intensivo de francês lá. Estou em dúvida justamente entre a EFI e a Alliance. Tu teria como me dar algumas dicas?
      Obrigada
      Natalia

  2. jarbas

    Oi filha,

    Li a matéria. Ótima. Quero ser bobo em Paris. Já planejo jogo na sena acumulada para chegar à margem esquerda do Sena. Beijão, Jarbas.

  3. É, né, esse caminho pro Boulevard Raspail era o meu também… Esse é, provavelmente, o lugar no mundo onde mais me sinto em casa. Vamos comprar um apê na Rue Monge? he!

  4. Guilherme

    Com muito, muito, muito dinheiro mesmo talvez a Rive Gauche não fosse tão encantada… talvez o Quartier Latin não tão aprazível… e Marais fosse “só razoável”…
    A diferença é que você teria muito, muito, mas muito mais tempo mesmo para descobrir isso.
    Bj.

  5. jarbas

    Oi filha,

    Se tiver um tempo, dê um olhada na citação que faço no post Orgulho Docente, lá no Boteco Escola. E se tiver mais tempo, traduza para mim o texto citado (e me mande a tradução em word…). Leitores do Boteco não são muito chegados no idioma do Asterix.

    Beijão,

    Jarbas

  6. Renata

    saudades de vc, taís de paris!
    falta pouco pra gente se ver de novo.

    bjocas,
    renata de sampa.

  7. oi, tais, ainda esta na franca. eu estou na europa, mas meu sonho e ficar uns 2 anos em franca, estudar frances, sou carioca, nao gosto do rio, mas minha dificuldade e o dimdim. tambem nao consigo achar um colocataire, parece que nao gostam dos brazucas. tudo muito caro. quanto tempo vc esta ai? ja fala bem o frances. Nao tem nenhuma dica de um apt pra mim, uma republica…bem tambem nao sou assim tao novinha…tenho 36 anos. se puder entre em contato.
    adriana

    • Oi Adriana,
      Infelizmente não estou mais em Paris. Sei que é dificil conseguir um colocataire. O jeito é continuar procurando brasileiros que estejam em Paris pra te dar umas dicas;
      Boa sorte!
      Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s