Por que esse blog?

Sabe quando você volta de uma viagem longa e, quando chega em casa, a primeira pessoa te pergunta como foi? Imagine que você passou uma temporada em Paris, cidade dos sonhos de muita gente. Assim,você responde, entusiasmado: “Ah, foi uma maravilha, Paris é mesmo tudo aquilo que falaram e muito mais. Na primavera, a cidade fica florida, a gente flana pelos bairros, um mais bonito que o outro, só olhando aqueles franceses comprando seu vinho e sua baguete do dia e aqueles queijos…hum os queijos…e quando chega o verão, a gente passeia perto do Sena, a pé, de bicicleta, curtindo aquela paisagem maravilhosa, a torre Eiffel…”. Logo depois você encontra uma segunda pessoa que faz a mesma pergunta e, mesmo sem querer, o relato vai perdendo a paixão, até que você se vê impaciente, explicando para o enésimo individuo: “Sim, Paris é legal, tem as flores, o Sena, a Torre Eiffel e é isso ai”.

Eu quis evitar essa situação e encontrei um jeito de contar como estou vivendo as coisas aqui em primeira mão (ou quase) para todas as pessoas queridas – família e amigos – e para quem mais se interessasse. Desse jeito espero não perder a paixão dos relatos sobre minhas primeiras impressões na cidade luz. E também tem outra coisa: Você ja foi para um lugar maravilhoso sozinho e depois visitou o mesmo lugar com outras pessoas? Se já fez isso, deve conhecer a sensação que vou descrever. Quando a gente esta só e descobre, por exemplo, uma cachoeira maravilhosa, pode ser até emocionante. Mas, quando estamos com mais pessoas, o brilho nos olhos dos outros, as expressões e os “uau!” nos contagiam e criam uma espécie de epifania coletiva inigualável. Como se fosse preciso repartir com outras pessoas nossas descobertas do belo, do interessante para que as coisas ficassem realmente especiais. Então, quando estou andando por ai (enquanto meu marido Arthur, tadinho, ta trabalhando), eu fico mais empolgada quando vejo algo legal e penso que isso daria um bom post, que alguém poderia gostar de ler.

Coisa de jornalista, pode ser, mas também acho que é assim com quase todo mundo. Se a gente não pode comunicar, expressar de alguma maneira o que ta acontecendo com a gente, as coisas perdem um pouquinho do valor, ficam um tantinho menos emocionantes. Então, foi assim,  eu comecei esse blog pra que as pessoas que eu conheço soubessem o que esta acontecendo com a gente por aqui, longe do Brasil, nesses sete meses.

Com o passar do tempo percebi, pra minha felicidade, que pessoas desconhecidas começaram a acompanhar o blog: gente que quer dicas de como viver fora do Brasil, perguntar sobre a França ou simplesmente – e principalmente – apaixonados por Paris que acharam interessante ler sobre as aventuras de uma brasileira na cidade da Torre Eiffel. Então, pra quem não me conhecia, eu sou a Tais, sou jornalista e vim a Paris acompanhando meu marido, que é pesquisador e teve que fazer uma parte de seu doutorado em física aqui.  E cá estou, desde o começo apaixonada pela cidade. Mesmo conhecendo agora os seus problemas (sim, eles existem), sei que minha experiência aqui já foi marcante, formadora, me faz ver o mundo e a vida de outra maneira. Quando voltar  ao Brasil, vou guardar muito de Paris na memoria e sei que sempre vou morrer de saudade daqui, esperando o dia de poder voltar.

Ah sim, também tenho que confessar que gostei tanto da sonoridade de taisemparis que, quando vi que ainda não existia um blog assim, pensei: é preciso cria-lo. E, voilà, aqui está ele!

paris7 209

Tais Barato

16 Respostas para “Por que esse blog?

  1. Maria Luzia

    Taís
    Seu pai me passou o seu blog e nós achamos muito interessante.
    Nós não podemos ir até Paris mas Paris virá até nós através de você.
    Um abraço do pessoal de Franca.
    PS:Você escreve muitíssimooooo bem!Parabéns!

  2. Olá Tais
    Meu nome é Daniel e há mais ou menos um mês, eu e minha esposa Priscila achamos seu blog e desde então estamos te acompanhado.
    Encontramos seu blog pois estavamos procurando informações sobre a Cité Universitaire e a Maison du Bresil. Assim como você e seu marido, também iremos morar aí.
    A Priscila vai a trabalho e a estudos e eu vou como acompanhante. Ficaremos na França durante 9 meses. Embarcaremos domingo agora, dia 3.
    Bom, estou lhe escrevendo para pedir uma ajuda. Estamos comprando os ítens “básicos de sobrevivência” (higiene pessoal, pequenos utensilios de cozinha, etc) e gostaríamos de saber se há alguma coisa que seja de extrema importância levar. Algo que você esqueceu e que teve que comprar aí, mas que podia ter levado daqui. Sei lá… roupas, higiene, utensilios, qualquer coisa… rs…
    Se puder nos ajudar, ficaremos muito gratos. Ah, mais uma coisa, caso queira algo daqui, podemos levar a você também, OK? Ainda não nos conhecemos, mas fique a vontade…
    Obrigado desde já.
    Daniel e Priscila

  3. Oi Taís. Sou filho de um dos grandes amigos do seu pai, o Antônio Morales. Ele me passou este blog. stou acompanhando e gostei dos posts, bem legais! Sou jornalista também e tenho alguns blogs.

    Se quiser, posso passar o endereço deles pra você depois. Qualquer coisa, meu contato de e-mail e msn é flavio.croffi@gmail.com.

    Um abraço. E parabéns pelo blog! =)

  4. ah, que ‘about me’ mais bonitinho esse! é bem coisa da tatinha, adorei. esse blog podia até virar livro, hein? bjs

  5. Lúcia

    Taís,
    Navegando pela internet, encontrei seu blog e não resisti à visita! Achei seus comentários bem interessantes e pertinentes.
    Vi que vocês moram na Cité Universitaire, lugar onde, há muitos anos também morei. Tenho muita curiosidade de voltar à Maison du Brésil para rememorar aqueles deliciosos momentos e, também, mostrar aos meus filhos aqueles espaços tão significativos.
    Iremos para Paris de férias agora em agosto e, pesquisando no site da Casa, me pareceu difícil o acesso para visitação nos andares dos quartos.
    Seria possível obter seu telefone para conversar com você e saber algumas dicas?
    Boa sorte para você e Arthur. Bons estudos e boas experiências!
    Um abraço,
    Lúcia
    PS: será que você poderia me responder por e-mail?

  6. Thais Moreira

    ooun, adoorei esse blos CHARA *—*
    Eu to morando em Paris, faz pouco tempo!
    Mas ainda nao me acostumei :/
    Quase nem conheço ninguem aqui ainda sabe?
    Mas mês que vm começa as aulas, nem to anciosa, to mais pro lado do medo mesmo 😦

    Beijs, e Parabèens pelo Blog 😀

  7. Maria

    Olá Taís

    Hoje vim parar ao seu blog e achei muito engraçado! Sou portuguesa e já tenho 50 anos. Espero que não me ache uma velhinha! O meu filho está em Paris por uma semana e suponho que foi por saudades dele e inveja de não poder ir até Paris também que comecei a espreitar por aí e vim encontrar o seu blog. Se quiser ser minha amiga vou ficar encantada!
    Um abraço enorme

    Maria

    • Ola Maria,
      Adorei o seu comentario! Que bom que gostou do blog e achou engraçado…rsrsrs. Seja sempre bem-vinda por aqui. Enchantée!
      Beijos

  8. Olá, Tais!
    Estarei em Paris neste próximo inverno, para ficar por dois meses e 10 dias. Gostaria de um informação e já que vc esteve morando lá há pouco, penso que pode me ajudar. Qual é o melhor tipo de “bilhete” que poddo comprar para transitar entre metrô, Rer, bonde… (o equivalente bilhete único – interligado em SP)? Eu soube que a Carte Orange não existe mais… :o(
    Ah! Não estarei como estudante, vou para fazer um pequeno estágio profissional durante este período – portanto, não tenho nenhuma comprovação de estudante.
    Obrigada,
    Viviana

  9. laine

    olá Tais, seu blog é fantástico e pelo que percebi, vc´s já estão de volta, mas por favor naum deixe de escrever até msm sobre o Brasil, pq naum só paris que é fantástica, mas a Tais também! rsrsrs.
    sua forma de expressar cada sensação é magnífica, naum poderia eu nunca viver momentos assim, mas através de seu blog estivesse em paris por duas horas, pois foi esse o tempo que fiquei admirando cada foto e cada palavra sua. se puder por favor me add em seu msn, para que num momento disponível seu possamos conversar, obrigada! Feliz 2010!

    • Nossa, Laine
      Obrigada pelo elogio, fiquei feliz. Quando voltei pro Brasil percebi que não ia dar pra continuar esse blog, não tenho o mesmo ânimo. Mas to pensando em criar outro, seu comment foi um incentivo.
      Beijos

  10. maiko ribeiro carvalho

    Nossa vc esta em paris sou maiko ribeiro carvalho ,sempre tevi vontade de ir paris conhecer a torre ifeel o luvri entre outras coisas ,gostei de postagem como eu queria ser vc tais vc é muito sortuda vc sabe frances tais?parece ser uma lingua muito bonita de se falar ,thal foi um prazer conversar com vc ,pode pedir um favor mande uma foto por email da torre infeel obrigado thal (maiko-ribeiro@hotmail.com)

  11. maiko ribeiro carvalho

    desculpe pelo erros de portugues tais

  12. ana maria da fonseca barros

    Olá Táìs!
    Amei seu blog.Recordei -me de meus passeios , das belas paisagens, dos pontos pitorescos,das catedrais,do Louvre, museus.
    O que tambem admirei ,foi o fato de se comentar ,sobre La maison du Brésil,
    onde meu filho hospedou por um ano e nos contou histórias fantásticas nos seus tempos por lá.
    Um abraço afetuoso de Ana Maria

  13. ana maria da fonseca barros

    Obrigada,
    É muito bom falar de vocês .Amei os blogs.Beijos mil!!!
    Ana Maria

  14. john.

    Olá Tais,
    Vou para Grenoble agora em agosto próximo, para um curso em “Inovação” e empreendedorismo. Pesquisando sobre assistência médica internacional, cheguei ao seu blog (por um posto pelo Conexão Paris). Lá voce menciona sobre alternativas de assistência para Brasileiros. Gostaria de conversar com voce, pois tenho 44 anos e pelo que entendi, não terei direito ao serviço público médico francês. Voce poderia entrar em contato comigo? Qual o seu e-mail?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s